Entrevistas
Deixe um comentário

Um Economista em Minha Vida

José Eustáquio Moreira de Carvalho. Crédito: Cristiano Costa

José Eustáquio Moreira de Carvalho. Crédito: Cristiano Costa

Em 2013, passei a assessorar o Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (IBEF-DF). Com esse trabalho ganhei outro cliente, o economista José Eustáquio Moreira de Carvalho. Posso dizer sem titubear: se aquele não fosse meu trabalho, era eu que deveria pagá-lo. No Brasil, nossa educação financeira é próxima a zero e a convivência com o financista permitiu que eu me desse conta disso.

Nesta entrevista, José Eustáquio responde às perguntas elementares para quem pensa em conciliar um presente prazeroso a um futuro com certa segurança.

Uma pessoa que decide trabalhar de maneira autônoma deve poupar quanto do que fatura mensalmente?

A atitude de poupar deve independer do tipo de relação que temos com o trabalho. Deve ser adotada tanto para quem tem vínculo empregatício quanto para quem é trabalhador autônomo ou empresário. O valor a ser poupado deve ser estabelecido em função do que se espera da vida futura. Contudo, a recomendação mais comum entre especialistas é a de se investir, no mínimo, 10%. Isso, em aritmética simples, ao final de um ano, garante uma reserva  equivalente a um salário ou, no caso do autônomo, valor equivalente à média dos ganhos no mesmo período.

Em termos de segurança, é fato que devemos garantir uma poupança mínima equivalente a seis vezes o valor das despesas mensais?

Essa é uma das sugestões de muitos economistas. Há alguns que defendem, face ao mercado onde o profissional atua, que a poupança seja equivalente a 12 vezes o valor das despesas mensais. Vale lembrar que essa quantia não deve ser considerada como uma poupança “normal”, mas sim, como uma reserva. Para quem adota a atitude de poupar mensalmente, como abordado na questão anterior, esse será um acréscimo à reserva.

No âmbito da aposentadoria, qual é hoje o melhor caminho para garantir o conforto quando encerrarmos as atividades profissionais? INSS ou Previdência Privada? Ambos?

Certamente devemos considerar a soma das duas. O INSS tem um teto de contribuição mensal e, consequentemente, um valor limite para devolver as contribuições na forma de benefício.

Quais as diferenças entre VGBL e PGBL?

Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) – É recomendado para pessoas com renda mais alta, pois o valor pago ao plano pode ser abatido no Imposto de Renda (desde que esse valor represente até 12% de sua renda bruta anual). Porém, quando o dinheiro é sacado, o imposto pago é referente ao total que havia no fundo. Por exemplo, se esse valor for de R$ 500 mil, o imposto será cobrado sobre ele.

Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL) – Sua diferença para o PGBL é que ele não pode ser abatido no Imposto de Renda. Porém, quando o dinheiro é sacado, o imposto cobrado é referente ao que o dinheiro investido rendeu. Por exemplo, se a quantia que há é de R$ 500 mil, mas o rendimento que houve ao longo do plano foi de R$ 200 mil, o imposto cobrado será referente a esse último valor. Esse plano é indicado para pessoas que têm renda menor e que, por isso, declaram imposto nos formulários simplificados ou nem declaram imposto.

Nos planos de previdência privada, é possível escolher se a renda recebida será por um determinado período ou se ela será vitalícia. Quem faz o plano também pode determinar que cônjuge e filhos continuem recebendo a renda após a morte do titular.

No site da Susep, é possível encontrar todas as entidades credenciadas a realizar planos de previdência privada. Na página, também há como simular quanto será o benefício recebido de acordo com entidade e plano de previdência escolhidos.

Foto em destaque: Royalty Free

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s