Mês: fevereiro 2015

Café com Clarice

“Liberdade é pouco. O que eu desejo ainda não tem nome”. A frase de Clarice Lispector me remete a outra Clarice. Com sobrenome Dewes, de origem anglo-saxônica, aos 31 anos já promoveu boas reviravoltas. Depois de 5 anos como advogada, embarcou numa nova profissão, tornou-se consultora de imagem, formada – nada mais, nada menos – por Ilana Berenholc. E eis que no último dezembro sacudiu o tapete e montou um spa zen. Marco um café para compreender o que fica e o que sai na vida da minha amiga Clarice. E ela me conta: “Imagem é pouco. Preciso ir além e cuidar também do bem-estar dos clientes”. Mais uma pessoa reinventa seu trabalho em busca da felicidade. De novo penso sobre a dissolução das fronteiras entre as profissões. Impossível não lembrar da pergunta que outra amiga, a espanhola Rosa, escreveu na minha timeline: “Afinal, o que é mesmo que você faz agora?”. Ocorre que diminui consideravelmente a distância entre quem sou e o que faço. Tenho algumas profissões que, quando em interseção, se tornam algo único. Assim …

Workation: o Vento que Move o Tapete

Até pouco tempo, falar de trabalho e férias numa mesma frase era indigesto. Ninguém que esperou um ano inteiro queria colocar na mala, ali entre o biquíni e o chinelo de dedo, um rol de pendências a serem resolvidas debaixo da barraca de sol. Eu mesma viajei muitas vezes com pepinos na bagagem. No destino, eles pulavam em mim sem qualquer cerimônia e só me largavam dois dias depois, quando já estava tri-exausta e o digníssimo tri-aborrecido. Mas, isso é conversa do passado. Hoje, tudo que eu quero é unir trabalho e férias, desfrutando do melhor que a tecnologia me oferece: o Workation, do inglês work + vacation. A diferença é que quem pega carona agora é o descanso e não o trabalho. Na temporada 2015 do #TFCP farei quatro viagens, sem deixar de trabalhar. Serão quatro países, em quatros estações climáticas, de onde manterei meu Anywhere Office em funcionamento para atendimento aos meus clientes. Sabático? Não. Mochilão? Não. Nomadismo digital? Não. É o meu Tapete. Simples assim.

Roadmap 2015

Finalmente consegui concluir o roteiro do #TFCP para 2015. Ele poderá ser alterado a qualquer instante, ou melhor, a qualquer oportunidade. Mas, já é um começo. Diante do mapa-múndi, sem qualquer compromisso objetivo, escolher países a serem (re)visitados não é uma tarefa fácil. Que critérios usar? Ao final, o coração é que escolhe. Como bem disse o escritor e sociólogo Walter Benjamin, “Viajo para conhecer a minha geografia”. Um dos países no itinerário é a Turquia. Para entender a razão divido um texto de julho de 2014, quando pisei pela primeira vez por lá. O VENTO DOS BÁLCÃS Termina a reforma do escritório. Enquanto não fechamos a abertura que acomodava o antigo ar condicionado, um vento gelado me incomoda. Vem dos Bálcãs, brinco com minha sócia. “Onde ficam os Bálcãs?” Não faço a menor ideia, respondo. Estou no deck de um ferryboat. Um rapaz da tripulação baixa a bandeira grega. Isabel me explica: “Acabamos de deixar as águas helênicas e entramos em mar internacional”. Navegamos em uma região mítica, localizada entre a Grécia e o oeste da …

Cris Guerra no Tapete

Cris Guerra é escritora e colunista de moda e comportamento. Isso para os outros. Para mim, é uma amiga querida, cuja história de vida é inspiração líquida, para beber virando o copo. É dela uma das frases que gostaria de ter dito: “Tenho tanto azar, mas tanto azar, que vira sorte”. Azar que nada, Cris tem é muito bom humor e a capacidade de rir de si mesma, característica que atribuo a pessoas inteligentes. Em 2010, ela jogou a âncora fora e subiu no tapete. Conversei com ela sobre a experiência. O que motivou a ruptura com o modelo tradicional de trabalho? Você teve medo? Se teve, como enfrentou? Eu era redatora publicitária, tinha uma carreira bem sucedida de 20 anos trabalhando em agências. Em 2007, criei dois blogs sem nenhuma pretensão, mas em um ano eles começaram a mudar o rumo da minha profissão. O Hoje Vou Assim, primeiro blog de looks diários do Brasil, tinha sua audiência crescendo dia a dia e, junto com ela, novos caminhos se abriam. Eu era convidada para palestrar …

Uma Academia Diferente

Atender é encontrar. Essa é uma de minhas falas mais incisivas durante os módulos que compõem a Academia do Atendimento. O projeto, destinado ao setor de saúde, é atualmente uma de minhas atividades profissionais, já que permite a conciliação com as viagens. Mas, não é só isso: permite também que eu fale sobre a importância de trabalhar de maneira intencional. A atividade está em total coerência com o que decidi fazer: dar a minha vida real sentido. E quando estou com grupos de profissionais de áreas técnicas e administrativas, pessoas que em seu dia a dia cuidam de outras pessoas, tenho a oportunidade de atuar sobre o resgate e o fortalecimento do propósito que as motivou a estarem ali no ambiente hospitalar. Se de um lado tenho uma história de 18 anos no setor, do outro carrego a vivência de ter sido paciente, de ter enfrentado e vencido um câncer aos 19 anos. Foi da soma de estudo, experiência e memórias que concebi o treinamento composto por seis módulos, que conta com a participação de …

Aviso aos Navegantes

A medida que recebo cumprimentos pela coragem de embarcar em um novo estilo de vida e ouço os primeiros feedbacks de pessoas que se sentiram inspiradas pela decisão que tomei e de outras que acreditam que nunca poderão mudar a rotina, cresce a minha responsabilidade. A ideia do #TFCP é mostrar possibilidade e não utopia. Alguns requisitos são necessários para dar o pontapé. Como esse não é um sabático, é preciso trabalhar. Assim, a atividade profissional do candidato a piloto de tapete voador deve oferecer a possibilidade de atuar à distância. Mais fácil para jornalistas, designers e programadores. Possível para vários outros profissionais. Hoje um radiologista pode facilmente emitir laudos à distância. No meu caso, possuo empresa e tenho contratos de longo prazo. A diferença é que estabeleci um limite de projetos simultâneos, para não comprometer minha qualidade criativa e minha capacidade de entrega. A disciplina é fundamental: trabalho de segunda a sexta, em horário comercial. Claro que me permito usar parte da semana útil para assuntos pessoais e até para lazer, mas nesses casos …