Todos os posts com a tag: Acaso

Desculpe a Demora

Sempre tive pressa. Uma pressa de viver. Nasci no oitavo mês da gestação e, claro, nem precisei de UTI neonatal. O útero até era um lugar bacana, mas aqui fora parecia melhor. Fui a criança no meio de adultos, minhas irmãs adolesciam quando cheguei. Isso me deu pressa de crescer. Aos 14 anos arrumei meu primeiro emprego. Vetado, é claro, por pais responsáveis. Chorei até os 17, quando finalmente estreei a carteira de trabalho. Eram duas faculdades; inglês, francês e espanhol; e um emprego de meio período. Seria perfeito se, aos 19, não tivesse adoecido. Um mal-estar súbito, uma cirurgia de urgência, um diagnóstico assustador: câncer. Para tudo! Não, não comigo. Suspendi apenas as fotos de toda e qualquer ordem e a faculdade, essa só por seis meses. Arrumei alunos particulares de inglês – a família do pediatra Márcio Lisboa e o então tarólogo Veet Vivarta, hoje um dos importantes nomes da ANDI –, mencionados aqui em gratidão. Sarei (bonita palavra, não?), abandonei um dos cursos superiores, me graduei em jornalismo, fui a comunicóloga mais …

Ter Sorte Dá Trabalho

Estou sentada em uma poltrona. A poltrona está no palco. À minha frente, a plateia. Ao meu lado, duas grandes mulheres e a anfitriã. Estou muito feliz. Que sorte ter aceito o convite. Ou melhor, que sorte tê-lo recebido. Pesquisadores, vez ou outra, se debruçam sobre o acaso, em especial, o acaso feliz ou aquilo que em inglês se chama serendipity. Em português, o mais próximo seria sorte, essa mesma que experimentei. Ocorre que, visto de perto e sob lentes de aumento, o acaso feliz tem pré-requisitos. Em primeiro lugar, é preciso estar aberto às possibilidades – sem isso, passarão despercebidas. Meu pai citava sua avó que, por sua vez, citava um dito popular: “A oportunidade é um cavalo que passa sem cela, uma vez só”. Algumas pessoas conseguem ver o cavalo se aproximando, outras apenas quando já passou. E há, ainda, aqueles que perguntam: “Que cavalo?”. É fácil perceber uma segunda característica nos ditos sortudos: atitude. Mas, não uma atitude qualquer. Ela é precedida por pensamento ágil e flexibilidade. O acaso é um lapso, …