Todos os posts com a tag: #Mãe Grega

Herança Genética

O alemão possui uma palavra para descrever o desejo incontrolável de viajar, explorar o mundo, desbravar horizontes. Wanderlust (wandern = caminhar, passear, migrar + lust = desejo) deve ter sido a razão pela qual Vasco da Gama, Colombo e Cabral cruzaram oceanos rumo ao desconhecido. Na ficção, quem não se lembra de Forrest Gump atravessando os Estados Unidos numa espécie de maratona pessoal? Possivelmente um caso agudo de wanderlust. Para a ciência, a questão pode ser genética. Atende pelo nome de DRD4, um gene relacionado a aspectos bem específicos, entre eles a busca pela novidade. Dos vários estudos envolvendo o Receptor de Dopamina D4 (esse é o nome completo do rapaz!), um evidenciou sua associação aos padrões de migração populacional na pré-história. Comparados aos grupos sedentários, os migratórios apresentavam a mesma variação no DRD4, o chamado DRD4-7r. Cerca de 20% da população mundial carrega o gene da aventura. Talvez isso explique porque algumas pessoas celebram as mudanças. Além da sede por carimbos no passaporte, uma boa pista é a própria árvore genealógica. Se você, assim …

Pretérito Perfeito

Nem todo mundo que me conhece sabe que minha mãe era grega. Não filha de gregos, grega. Nascida em Atenas, onde viveu até o início da adolescência. De lá foi para Veneza, quando morou com a avó paterna, Helene. Da Itália veio para o Brasil e daqui nunca mais saiu. Casada com um brasileiro, teve três filhas e cismou que a mais nova, soy yo, ia ser diplomata. E dá-lhe aula de inglês, francês e espanhol desde os 10 anos de idade. Desnecessário dizer que não ingressei na carreira. Contudo, a família multicultural e o acesso a outras línguas se transformaram em um passaporte para o mundo. Viajei muito, morei na Inglaterra, fiz amigos em diferentes continentes. Muitas vezes me senti estrangeira no meu próprio país. Outras fui nativa em terras recém-descobertas. Mais importante que tudo: aprendi que a comunicação está acima dos idiomas e o humano, acima das etnias. Foto: Deserto do Golfo Pérsico, Julho 2014